Dicas para uma atitude da liderança que gera resultados

22.May.2017

Na sua empresa, as equipes sabem claramente quais são os objetivos dos líderes? Segundo dados publicados na Harvard Business Review, 63% das pessoas não sabem aonde as empresas querem chegar e por quê. Além disso, somente 5% dos funcionários entendem seu papel na estratégia geral da empresa.

Se os colaboradores não compreendem para onde o negócio está indo, fica difícil alinhar seus esforços para implementar estratégias e produzir os melhores resultados.

Em evento recente na Amcham (Câmara Americana de Comércio Brasil-Estados Unidos) de Belo Horizonte, o sócio do Aquila, Rodrigo Neves, falou sobre a operacionalização da visão de negócio através de liderança e delegação de tarefas.

Na plateia estavam cerca de 140 gestores de empresas pequenas e médias. O objetivo de Neves era mostrar que líderes que gerem sua organização de modo a delegar e incentivar o melhor dos colaboradores estão à frente da concorrência. Confira as principais orientações transmitidas pelo sócio do Aquila:

• Somente empresas bem alinhadas têm uma visão clara de onde querem chegar. Nelas, cada funcionário sabe exatamente o que fazer para contribuir com isso. Por isso, os projetos e planos de todo o negócio devem estar alinhados com a meta estratégica do corpo diretor.

• O líder da empresa deve entender o sistema e dominar os processos. Deve definir o rumo, dirigir mudanças e organizar recursos. Diante dos profissionais de sua equipe, é sua função motivar e orientar, explicando as razões por trás das ações.

• O diferencial de cada líder é determinante na geração de valor ao negócio, seja quando a situação externa é favorável ou, ainda mais importante, quando for para compensar uma influência externa negativa.

• Todo gestor deve haver um mínimo de três e um máximo de oito metas de melhoria, divididas em metas de esforço próprio, equipe e influência.

• Há uma grande diferença entre desdobrar metas e alinhar metas. O alinhamento faz com que o esforço tenha apenas uma direção e cria um incentivo para o trabalho dos gestores. A ideia é que eles não apenas entreguem o orçamento do ano, mas o superem.

Rodrigo Neves, sócio do Aquila, falou para 140 gestores de empresas em evento da Amcham.

Rodrigo Neves, sócio do Aquila, falou para 140 gestores de empresas em evento da Amcham.